Espécies de minhocas: diferenças básicas

Uma dúvida que surge frequentemente entre os leitores que desejam montar um minhocário doméstico é qual a espécie de minhoca mais indicada para compostagem doméstica. Embora existam varias espécies, as comumente comercializadas são a vermelha-da-california e a gigante-africada. Conheça as diferenças fundamentais entre elas.

A vermelha-da-califórnia, também conhecida como californiana ou minhoca-do-colarinho-branco, é uma espécie originária do Norte da Europa. Apresenta um comprimento médio quando adulta entre 7 e 13 cm, com um diâmetro máximo de 3 a 5 mm. Sua cor é vermelho amarronzada com listras amareladas entre os anéis.

A gigante-africana é originária do oeste e norte da África, apresentando a cor vermelha amarronzada e reflete as cores do arco-íris no dorso. É significativamente maior do que a vermelha-da-califórnia, chegando a 20 cm de comprimento e 9 mm de diâmetro quando adulta.

Para produção de húmus, a espécie mais indicada é a vermelha-da-califórnia. Ela se adapta bem a regiões tanto de clima temperado como tropical, permitindo a produção de húmus o ano todo.

Já a gigante-africana, embora também seja indicada para produção de húmus, só apresenta boa produtividade nas estações quentes. Por isso, é mais indicada para produção de iscas.

Assim, as duas espécies são indicadas para compostagem doméstica. Se o objetivo for apenas a produção caseira de húmus, a melhor espécie é a vermelha-da-california. Mas, se você gosta de pescaria, que tal aliar a produção de húmus com a produção de iscas com a gigante-africana? Será um minhocário caseiro tipo 3-em-1: compostagem, húmus e iscas.

Referências: Minhobox

Créditos pela foto: Red Wiggler Worms by net_efekt (cc by)


Sobre:  Elaine Maria Costa é formada em Administração, especialista em Administração Industrial, Coach certificada pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, e tem formação em Desing em Permacultura pelo IPEMA – Instituto de Permacultura e Ecovilas da Mata Atlântica. Faz compostagem doméstica desde 2009 e em 2013 deixou a vida urbana da cidade para morar numa chácara em Embu das Artes – SP com o objetivo de ter maior qualidade de vida, contato com a natureza e sustentabilidade pessoal.


Share

Deixe aqui seu comentário

Comentários

Tags: , , , , , , , , , , ,

Author: Elaine Maria Costa

Elaine Maria Costa é formada em Administração, especialista em Administração Industrial, Coach certificada pelo Instituto Brasileiro de Coaching – IBC, e tem formação em Desing em Permacultura pelo IPEMA – Instituto de Permacultura e Ecovilas da Mata Atlântica. Faz compostagem doméstica desde 2009 e em 2013 deixou a vida urbana da cidade para morar numa chácara em Embu das Artes – SP com o objetivo de ter maior qualidade de vida, contato com a natureza e sustentabilidade pessoal.

Share This Post On

3 Comments

  1. Importantíssimo fazermos compostagem de resíduos orgânicos, para reduzirmos os lixões e aterros.

    Post a Reply
  2. queria saber como começar uma criacao ,com intuito de comercializar minhocas onde moro ,como começar esta criacao ,qual seus riscos ,e vantagens ,qual minhoca e a melhor especie para esta funcao ,e qual meus gastos ,moro na cidade tenho que começar do zero.Desde ja agradeço pela atencao,obrigado

    Post a Reply
  3. há algum impedimento em utilizar especies do brasil?

    Post a Reply

Trackbacks/Pingbacks

  1. Minhocas em casa? | as sementeiras - [...] Minhocas (de preferência a espécie californiana vermelha); [...]

Submit a Comment

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Share This