Meu pé de abóbora cresceu

| 16 de fevereiro de 2010 | 17 Comments

Como já comentei aqui, optei por não fazer um caramanchão para meus pés de abóbora, mas encontrei a solução adaptando um varal no qual as plantas pudessem se espalhar. Fiz a estrutura entrelaçando um fio para varal daqueles revestidos  e passei as plantas para cima no dia 13/12/09, como mostra a foto abaixo:

Aboboras antes
Em 13 de dezembro de 2009

Não sei se foram as chuvas, o adubo orgânico ou o húmus de minhoca (ou todas essas coisas juntas), o fato é que meu pé de abóbora está a coisa mais linda. Compare a foto anterior com à seguir, tirada hoje:

Aboboras depois
Hoje

Já tem vários frutos em crescimento, sendo que um está tão grande que precisei apoiar com uma “cestinha”. Veja a seguir:

Abobora
Vamos ter abóbora logo

E vai ser mais de uma

E vai ser mais de uma

O melhor é que o pé se espalhou tanto que aumentou a área de sombra no lado de fora da sala e cozinha, reduzindo a temperatura dentro de casa. Além disso, ficou um charme só a abóbora na parede.

Abobora casa
Já está na janela no banheiro

Aboboras cozinha
Que charme na janela da cozinha

Horta dá trabalho?  É claro que dá algum trabalho. Horta orgânica então, nem se fala. Mas é gratificante ver as plantas crescendo fortes sem necessidade de fertilizantes ou inseticidas químicos.

Assim, não demora muito, teremos um delicioso doce de abóbora orgânico. Infelizmente, só poderei  compartilhar com meus queridos leitores a receita do doce. Tenho dois sócios que cuidam dos pés desde que os plantei, no ano passado. Assim, certamente eles esperam ser os primeiros a se beneficiar do fruto de tanta dedicação.

Meus dois sócios

Meus dois sócios: Tales e Canela


Sobre:  Elaine Maria Costa é Administradora, especialista em Administração Industrial, Coach certificada pelo Instituto Brasileiro de Coach - IBC e tem formação em Desing em Permacultura pelo IPEMA. Trabalha mais de oito anos com Gestão de Pessoas, Clima Organizacional e Sistemas de Gestão para Qualidade, Meio ambiente, Saúde e Segurança. Faz compostagem doméstica a mais de quatro anos. Atualmente é moradora de Embu das Artes - SP.


Share
Tags: , , , , , , , , , , ,

Tags: , , , , , , , , , , ,

Category: Hortas & Canteiros

Comments (17)

Trackback URL | Comments RSS Feed

  1. Valéria Vick disse:

    Olá Elaine. Xonei pelas suas dicas de como cuidar da abobreira. Plantei umas sementinhas aqui no meu quintal e realmente não sei nada de como cuidar. Está nascendo mato e elas estão no meio. Devo tirar estes matos para que não prejudique o desenvolvimento da minha planta? Vc falou que tem que adubar a cada 15 dias… Com que produto especificamente? E oq é NEEM? Quanto custa e como usar? Desculpe-me por tantas interrogações, mas é mesmo o desejo de ver minha planta produzindo. Bjs.

  2. Milena disse:

    Muito bom esse post, dicas legais! Encontrei esse site pesquisando por vida simples e também encontrei um outro site muito interessante: http://www.cemara.com.br/quero-minha-casa-no-campo/, acesse.

  3. bete disse:

    Ola. Eu tenho um cantinho que eu dexei grama e plantei uma plantas, a alguns meses atrás nasceu um PE de abobora, já se espalhou em um monte de lugar e esta no solo,só que não sei cuidar muito queria a ajuda de vcs , as folhas estão algumas amareladas e a maioria estão verdinhas , ta nascendo a flor só que cai e nada de nascer abobora , e tou com problema de formiga ai eu li que se espalhar po de café espanta , eu acho que ta dando certo , mais mim ajudem como cuido do meu PE de abobora , pode deixar ela no chão mesmo , e com quanto tempo nasce a abobora e se tiver algum remédio pra eu botar pra combater as formigas.mim falem .
    Muito obrigado

    • Elaine Costa disse:

      Olá, Bete.

      Dê uma olhada no artigo http://www.maiscommenos.net/blog/2009/10/primavera-cuidados-basicos-com-as-plantas. Lá tem algumas indicações sobre como combater essas pragas. Outra solução muito eficiente é o óleo ou extrato de neem. No começo, não acreditava muito em seu efeito. Hoje, é só o que uso para combater todo o tipo de pragas, incluindo formigas. Se tiver interesse nesse produto, entre em contato.

      • bete disse:

        Poxa muito obrigado ELAINE pelo artigo tirei varias duvidas….onde eu compro esse óleo de neem.eu não conheço,vc sabe com quanto tempo nasce a abobora muito obrigado ELAINE.

        • Elaine Costa disse:

          Bete,

          Tenho o neem na loja virtual, só que estamos em manutenção por esses dias. Se quiser, envie um email para loja@maiscommenosloja.net que passo os detalhes para vc.

          Sobre a abóbora, plantamos no começo da primavera e ela brota no início do verão. Ou seja, três a quatro meses. Ela vai crescendo bem devagar e, de uma hora para outra, explode em galhos e brotos. É muito bonito.

          Bjs//

  4. werllys disse:

    em minha casa tem varios pe de aborbora e so os chogamos a semente e nasceu, e ja deu varias aborbora ,maior quer essa.

  5. Adorei.
    Minha sócia comia todos as abóboras em crescimento. Gostei da idéia do varal.
    Para quem tem animais, as abóboras ficarão preservadas.

  6. MARIA JOSINETE DE OLIVEIRA disse:

    quero saber porque me pé de abobora ta cresecendo os frutos e ficando murcho, tão lindo que ele te, mais ta com esse problema. obrigado

    • Elaine Costa disse:

      Maria,

      No começo tive o mesmo problema. Podem ser brocas ou pulgões. Para combatê-los sem usar defensivos químicos ferva um litro de água, desligue e acrescente um punhado de fumo seco. Dissolva também um pouco de sabão de côco. Após esfriar acrescente mais água (uns três litros) e borrife nas plantas uma vez por semana. Outra boa receita é usar pimentas vermelhas batidas no liquidificador com água e sabão de côco. Isso ajuda a afastar pulgões e deve minimizar o problema dos frutos.

      Outra coisa: se as abóboras estiverem no chão, não as deixe em contato direto com o solo. Para isso, use as próprias folhas da planta por baixo dos frutos.

      Abraços//

      Elaine

  7. jacqueline c disse:

    Adorei ver seu amor pelo seu pé de abóbora, a ideia do varal gostei muito. Mas como a minha é em terreno , se alastrou à vontade.
    Sim .. atraiu COBRA. Olá tenho um enorme pé de abobora caravela. Hoje descobri porque algumas folhas amarelaram. Notei no cabo delas uma massa amarela, são ovos que destroem o interior se alimentando da seiva…..isto acabei de ler por aqui na internet.
    Virou uma plantação enorme, pena que comi as aboboras bebês pensando que fossem abobrinha, até que um dia resolvi deixar no pé e se transformou numa abobora grande de casca branca, no Rio de Janeiro este tipo é normal , mas aqui no sul é desconhecida.

  8. Keka disse:

    Oi! amei as aboboras e agora estou aguardando o doce! bjs

  9. Vivi disse:

    Olá!!
    Muito interessante a matéria!!! Aqui, moro em Apartamento, que fica no térreo, por isso tem um terreno onde tenho várias plantas. Semanas atrás, nasceu um pé de jerimum, já está repleto de botões de flores e cresceu bastante por causa das chuvas. Só que tenho dúvidas de como cuidar dele, como é rasteiro e se apoia nas plantas pequeninas, corre risco de matá-las sufocadas? E quanto tempo demora até dá o jerimum? É verdade que atrae cobras?
    Desculpe por tantas perguntas,mas é que realmente me apeguei a ele e como não tenho prática com este tipo de planta, temo que possa prejudicar as outras…
    Vou deixar meu e-mail para que você entre em contato quando puder, desde já fico muito grata e boa sorte com sua horta *_*

    • Elaine Costa disse:

      Olá, Vivi!

      Atenção para o jerimum! Ele é muito parecido com o meu pé de abóbora e vai se espalhar para onde vc deixar. Tive um certo trabalho para que ela não sufocasse as outras plantas, já que canteiro é pequeno. O ideal é que crie um espaço só para ele, como fiz aqui em casa. Use ripas de madeira ou mesmo um varal para manter a planta longe das outras. Funcionou bem com o pé de abóbora. Na verdade, acho até que foi melhor para cuidar.

      Quando a cobras, não se aplica para plantas na cidade. Principalmente se vc suspende-lá. Elas aparecem mais onde existe bastante mato e aproveitam as folhas grandes da abóbora para se esconder.

      O tempo para que o pé produza depende muito de quando a semente foi plantada. A época ideal é entre agosto e setembro, mas eu plantei nessa época e só começou a dar frutos agora. Minha sugestão é que faça regas diárias e adubação quinzenal com adubo orgânico. Isso acelerou o desenvolvimento da planta aqui em casa.

      Ah! E cuidado com o manuseio do pé. Use luvas grossas (pois o caule tem fiapos bem espinhudos) e manuseie bem devagar. Se o caule dobrar, provavelmente vai secar. Faça isso em um dia que estiver tranquila em com tempo.

      Abraços//

      Elaine

Leave a Reply

Switch to our mobile site