4Rs – O último “R” é o mais importante

Recuperar, reintegrar, reavaliar, repensar, reeducar. Pesquisando na internet achamos vários nomes para esse último R do ciclo da reciclagem, mas todos trazem a mesma proposta: lançar um novo olhar sobre a questão do nosso lixo. Abaixo relaciono esses conceitos para provocar reflexão e avaliação:

  • Recuperar – ideia relacionada à recuperação dos recursos consumidos para que possam ser reintegrados à natureza. Também traz a necessidade de pensarmos sobre o impacto ambiental que o nosso consumo causa e se estamos contribuindo para a recuperação ou para a degradação do meio ambiente.
  • Reintegrar – fazer com que o resíduo volte a ser parte da natureza. É realizada após a recuperação do recurso, realizada através de processos como compostagem doméstica, tratamento da água cinza, tratamento do “número dois” para transformar em adubo (banheiro seco, por exemplo), entre outros.
  • Reavaliar, repensar, reeducar – propor a mudança de hábitos que impactam lá no início do processo, ou seja, que ajudam a reduzir ou a usar de forma mais eficientes os recursos que consumimos. Na minha opinião, são os “erres” mais importantes pois é mais fácil ter um resultado bom quando começamos bem. E para isso, planejamento é fundamental.

 

Mais sobre os 4Rs

4Rs – O que significa o “R” de Reduzir – dicas de como reduzir a geração de lixo

4Rs – Reciclar: o que pode e o que não pode?

4Rs – O que significa o “R” de Reutilizar

About The Author

Elaine Maria Costa

Elaine Maria Costa é administradora, coach e permacultora, faz compostagem doméstica desde 2009. Em 2013 mudou-se de uma área urbana para morar numa chácara em Embu das Artes – SP com o objetivo de ter maior qualidade de vida, contato com a natureza e sustentabilidade pessoal.