Produtos de limpeza ecológicos ou greenwashing?

Conforme já comentei por aqui, os produtos de limpeza são um problema antigo na questão da poluição do meio ambiente. Embora o nível de fosfato dos produtos esteja controlado por lei, o acúmulo de seus resíduos é inevitável, causando a diminuição da oxigenação da água dos rios e transformando o ambiente hostil para a vida.  Sabe como é: de pouquinho em pouquinho…

Assim, um nicho tão interessante quanto necessário é o dos produtos de limpeza de baixo impacto ambiental – ou ecológicos – que apresentam redução significativa nos níveis de fosfato e derivados de petróleo, além de serem biodegradáveis. Hoje já é possível encontrar vários produtos com esse discurso pelos mercados à fora. Mas como saber se um produto é realmente ecológico, com um menor impacto ambiental, ou se é apenas mais um caso de greenwashing?

Para começar, a grande maioria de nós não está familiarizado com os diversos termos técnicos da área, o que dificulta (e muito) classificar um produto. Estive pesquisando alguns produtos com o discurso ecológico e pude observar que vários deles, embora usem tensoativos alguns insumos biodegradáveis, ainda contém conservantes e corantes derivados de petróleo. Ou seja, que não se degradam em contato com o meio.

Por isso precisamos estar atentos aos rótulos ao fazer as compras. Informações imprecisas, genéricas e ausentes encontramos nos mais diversos produtos. Ter espírito crítico é fundamental para não levarmos gato por lebre.

Usar um produto de menor impacto ambiental pode ser melhor do usar um tradicional. Mas para que um produto de limpeza seja considerado ecológico é preciso que tenha insumos 100% naturais e biodegradáveis, o que boa parte dos produtos com esse discurso não têm. Assim, as opções existentes no mercado ficam bastante restritas.

Nesse contexto, uma linha que gosto muito é a Biowash, da Cassiopéia. Com produtos que vão desde a lavagem de roupas até a limpeza do dia-a-dia, os produtos da linha Biowash são produzidos apenas com ingredientes de origem vegetal, não são testados em animais e possuem certificação pelo IBD – Instituto Bio Dinâmico. Costumo adquirir sempre que encontro nos mercados, mas isso não tem acontecido com muita frequëncia. De uns tempos para cá, os produtos praticamente sumiram. Assim, o jeito é recorrer à loja virtual da empresa.

Mas é possível tornar a limpeza doméstica mais ecológica sem adquirir produtos industrializados.

Existem várias receitas caseiras e eficientes que permitem obter um excelente resultado a baixo custo. São detergentes, sabãos e outros, fabricados com itens simples e fáceis de encontrar, que economizam dinheiro e limpam a casa a um baixo impacto ambiental. Acesse o nosso guia e aprenda a fazer uma limpeza mais ecológica. Sua casa, seu bolso e o Planeta agradecem.

Guia => Como fazer limpeza ecológica

Créditos pela foto: daqui

It is main inner container footer text