Vida simples e Pensamento elevado

Final de inverno, tempo de seca no Pontal do Triângulo das Minas Gerais. Eu, um ser humano jovem urbano sedento por uma vida mais próxima da terra, um com sede de vida mais próximo da nossa Mãe Terra, buscando renovar, criar, irrigar meus dias secos e entediantes. Esse sentimento de “Vida simples e Pensamento elevado” de sustentabilidade nos faz querer mudar hábitos, refazer planos, escolher melhor como viver e cuidar da nossa vida com entusiasmo, sair da rotina da grande massa e se estabelecer em um estilo de vida comprometido com a responsabilidade ambiental.

Então tenho no fundo do quintal de casa um pequeno e perfeito espaço para se cultivar meus planos. Ali está à pequena esperança, a grama seca e espessa esta ali, improdutiva ocupando um espaço desperdiçado. Mãos a obra que essa obra se desenha a cada enxadada na terra, retirando cada raiz de grama e chegando a terra vermelha, e ali agora está meu deposito de vida nova, devo tratar a terra preparar e plantar minhas hortaliças frescas e naturais sem agrotóxicos, apenas os nutrientes da terra e a alegria de se plantar o rico alimento.

Chegando a primavera, primeiras chuvas. O ar mais leve, a terra molhada, tudo bem acomodado para se iniciar o plantio, certeza de vida nova. Acordar pela manhã, mexer na terra, respirar com o nascer do sol, prosperar procurando a integração e interação com a natureza. A qualidade de vida que todos nós realmente precisamos está retomando e retornando ao colo da mãe natureza. Um simples cuidado, uma simples atitude muda nossa consciência, alimentando respeito e admiração por nossa natureza divina.

A vida não é simplesmente usufruir o que a natureza nos disponibiliza, a vida é retribuição, e essa retribuição não necessita de esforço extremo, pequenas atitudes geram grandes contribuições!

Autor: Thiago Caffaro.  Texto inscrito na Promoção de Aniversário do Mais Com Menos.

About The Author

Elaine Maria Costa

Elaine Maria Costa é administradora, coach e permacultora, faz compostagem doméstica desde 2009. Em 2013 mudou-se de uma área urbana para morar numa chácara em Embu das Artes – SP com o objetivo de ter maior qualidade de vida, contato com a natureza e sustentabilidade pessoal.