O teste da mala de viagem: as coisas você realmente precisa

/
523 Views

All Packed Up and Ready To GoE se fossemos capazes de viver somente com o que colocássemos em uma mala de viagem? E se este pensamento permeasse todos os nossos processos de compra? O “teste da mala de viagem” foi proposto por Trent Hamm do blog The Simple Dollar ao recordar de suas indas e vindas com uma quantidade enorme de coisas durante a faculdade. O conceito é uma forma prática de aplicar as idéias relacionadas à simplicidade voluntária, já que nos ajuda a repensar hábitos, apegos e vai direto ao ponto. Leia o artigo a seguir.

— // —

No fim de semana, meus pais vieram fazer uma visitar. Em certo ponto, nós estávamos falando sobre as experiências que tive durante meus dias da faculdade e mencionaram que, quando tinha que entrar ou sair dos dormitórios, era necessário uma pickup para mover todo o material acumulado.

Durante conversa, percebi que se tiveste que passar por tudo aquilo novamente, ficaria muito bem com somente uma única mala de viagem. Todo o resto era desnecessário e um desperdício enorme de recursos e dinheiro.

Coisas que você precisa realmente para a faculdade

Esta ideia me intrigou e, assim, fiz uma lista do material que realmente levaria:

  • Cinco pares de calças
  • Sete camisas
  • Cinco pares de roupa interior
  • Cinco pares de meias
  • Um par de sapatos
  • Um jogo de cama
  • Artigos de tocador
  • Meu notebook
  • Meu celular
  • Meu iPod
  • Uma mochila

Ao começar a faculdade, faria a aquisição dos suprimentos necessários – livros-texto, cadernos e outros. Faria as refeições na cantina da faculdade, emprestaria os livros da biblioteca e usaria o serviço público de transporte. No fim do semestre, manteria o material necessário para os outros anos, venderia os livros e embalaria tudo na mesma mala com que cheguei.

Este método seria útil em diversas coisas.

Primeiramente, meus custos iniciais seriam muito mais baixos. Nenhum refrigerador no quarto do dormitório. Nenhum sistema de entretenimento. Nenhum console de vídeo-game. Nenhuma coleção enorme de CDs. Apenas eu, meu cérebro, e o que preciso.

Em segundo, a maioria daquelas despesas-extras são distrações do estudo. Quanto menos coisas levar para a faculdade, menos distrações terei ao precisar estudar. Da mesma forma, serei incentivado a não me esconder no quarto e explorar o que a universidade tem para oferecer.

Em terceiro lugar, minimizar a quantidade de equipamentos de entretenimento desencoraja a compra de conteúdo para eles. Não gastarei com jogos para o vídeo-game se não tiver um console no dormitório. Não comprarei DVDs sem um DVD player. E assistirei a qualquer televisão se não tiver uma. Em lugar de tudo isso, posso poupar dinheiro para comprar livros ou reduzir meu saldo do empréstimo estudantil.

Finalmente, o custo de transporte é muito mais baixo. Se você não tem muitas coisas, torna-se mais fácil chegar à faculdade no início do semestre e ir embora no final do mesmo. Por exemplo, você pode somente pegar um ônibus ou trem sem ter que se preocupar com coisas adicionais.

Coisas que você precisa realmente em sua vida

Isso parece um bom conselho para estudantes universitários, mas porque também não o aplicar em nossa vida, pelo menos até certo ponto?

Apenas pare e pense sobre isso por um minuto. Se você precisasse colocar todos os seus pertences em uma mala de viagem e seguir em frente, o que você incluiria?

Minha lista seria muito parecida com a que descrevi acima para minha mala de faculdade. Aqueles itens, junto com livros da biblioteca e de meu Nintendo DS, cuidariam para que passasse a maior parte do meu tempo com minha família. Precisaria de alguns artigos básicos para cozinhar, naturalmente – alguns potes, bandejas e pratos – mas, o que mais precisaria?

Com este pensamento em mente, por que não aplicar o “o teste da mala de viagem” a cada compra que você fizer? Se não for algo que caberá em sua “mala de viagem” – roupas básicas, artigos básicos de tocador, suprimentos de cozinha, um pequeno número de itens de consumo – não compre, ou pelo menos considere fortemente não comprar.

Recentemente, minha esposa e eu temos nos desapegado de nossas coisas e nos livrado de muitos itens velhos que não usamos. Alguns artigos foram doados, outros foram para o lixo, e outros vendidos no eBay. Foi um processo lento, mas agradável – quando as crianças estavam na cama ou durante as sonecas de fim de semana, nós limpamos os armários e falamos sobre o que manter e o que despachar.

Em geral, eu sempre quero vender ou despachar os itens e minha esposa que manter. Há alguns dias atrás falei da idéia da mala de viagem a ela, que começou a considerar seu apelo – em especial quando partimos para o grande “armário mestre” do quarto.

No centro de tudo está nosso “teste mala de viagem”, e quando estiver com uma mala menor que a da minha esposa, será um excelente aprendizado sobre o assunto.

Menos é mais.

É mais dinheiro no bolso, diretamente das vendas pelo eBay e indiretamente por menos gastos. É mais espaço em casa sem bagunças. São mais artigos de alta qualidade em vez de artigos baratos que consomem o espaço.

Tudo começa na mala de viagem.

Artigo original: The Suitcase Test – The Things You Really Need

Créditos pela foto: David Masters

It is main inner container footer text